Sobre um alguém

“Eu preciso andar num caminho só
e encontrar alguém que nem sei quem sou”
Los Hermanos

… Ultimamente tenho seguido tão apressada, tão preocupada, que acabei por não notar o tempo, o caminho. Cheguei aqui sem saber por onde vim, impossível voltar. Caminhei tanto, sempre tão segura, com algo por resolver, mas parando pra observar de perto é possível notar quão perdida eu estou em meio a tantas obrigações; sem saber quem, de fato, eu sou e quais as coisas que verdadeiramente acredito e prezo. Quais as coisas que ainda me prendem aqui, que me estimulam ser uma pessoa melhor, que me fazem querer evoluir, sorrir, dividir, multiplicar. O que é que tem me segurado, erguido, puxado, sei lá… o que tem camuflado a dor que sinto. Cheguei tão longe, mudei tanto, mas como? Por quê?
Dei-me um descanso essa noite, quero completo isolamento e falta de preocupação. Celular desligado, escuridão e agulha chiando na vitrola. Quero solidão. Sozinha talvez eu consiga resgatar um pouco de mim, talvez eu consiga me reconhecer no espelho outra vez. Preciso acalmar meu coração, parar de sentir medo da vida, de não dar conta de simplesmente crescer; não posso exigir tanto, sou humano, eu sangro como qualquer outro. É que às vezes assusta crescer, dói muito e se quer posso chorar, nesse mundo que vivo agora chorar é demonstração de fraqueza e aqui não existe lugar para pessoas frágeis. É fundamental parecer/ser forte, calmo, capaz de dar soluções e de nunca ser o motivo do problema.
E foi por isso que me presenteei com esta noite, dei-me liberdade de escolha e a chance de fazer o que me der vontade, de sentir aquele gosto de viver, aquela vontade louca de não permanecer inerte às oportunidades, às vontades, ao risco, ao êxtase.
Essa noite dei-me, inclusive, a chance de chorar, parecer infantil sem culpa. Hoje quero afundar!

… Amanhã, quem sabe, eu esteja bem.
Sorrindo, como o mundo me exige.
Anúncios

9 comentários sobre “Sobre um alguém

  1. Linda, eu sei muito bem o que é ter esse sentimento de medo da vida. Esse sentimento de não-sei-para-onde-vou. É muito complicado, mas isso é crescer. E olha, que coisinha mais chata, não é? mas é necessário.

    Beijo e fica com Deus!

  2. Senti cada palavra como se tivesse saído de mim. Mesmo já não estando mais nessa fase (e quem disse que ela não pode voltar?), mesmo me preocupando com novas mudanças, novos cominhos. Você me fez entrar no seu mundo, esse que você expôs.

    Beijos

deixe um rabiiisco seu

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s